Siga e compartilhe

Principais diferenças entre açúcar branco, mascavo, cristal e refinado.



Diferenças.tiposde açúcar.

 

O organismo depende de alguma quantidade de açúcar para funcionar bem. O açúcar proveniente dos alimentos, sob a forma de carboidratos, é transformado em glicose, e esta, usada como fonte de energia. Sem glicose, que é a forma do açúcar no sangue, o corpo não consegue realizar corretamente suas funções vitais, como ocorre no Diabetes, por exemplo.

Os açúcares (ou glicídios) são classificados em vários grupos, conforme a sua origem e composição. Além das massas e doces, fontes principais de carboidratos que vêm da alimentação, ele se encontra naturalmente nas frutas (frutose), em legumes ou na cana (sacarose), no leite (lactose) e em outros alimentos. No Brasil, a maior parte do açúcar consumido é a sacarose, proveniente da cana; enquanto na Europa, usa-se a beterraba.

Porém, não se deve confundir os grupos ou a classificação dos açúcares (glicose, frutose, sacarose, maltose, etç.) com os diferentes tipos de açúcares: branco, mascavo, cristal, refinado e outros.

Mas, o que diferencia um açúcar do outro? Teria alguma vantagem em termos de redução de peso? Algum tipo de açúcar possui mais calorias?

Além do sabor diferenciado, quanto mais escuro o açúcar, melhor e menos prejudicial, já que terá mais vitaminas e sais minerais na composição. Assim, o açúcar mascavo, aquele mais escuro,  é o mais próximo do natural porque não foi “clareado” quimicamente como o açúcar branco. No processo de industrialização, a barra de açúcar original e escura,  ao ser transformada em açúcar branco perde a maioria dos nutrientes como cálcio, fósforo, magnésio e outros importantes elementos que o organismo necessita. Ainda que tenham praticamente a mesma quantidade de calorias, o açúcar mascavo é bem mais rico em nutrientes que o açúcar branco. Logo, seguindo a mesma lógica, o açúcar cristal é melhor que o refinado: além do processo executado nas refinarias para clarear o açúcar, as indústrias ainda acrescentam aditivos químicos e conservantes para melhorar o aspecto deles.

Boa parte das substâncias usadas na indústria são prejudiciais à saúde e  muitos aditivos químicos são cancerígenos. Mas, isto NÃO significa que o consumo de açúcar causa câncer! Até mesmo porque aditivos químicos existem em todos os alimentos industrializados. Em Artigos anteriores explicamos claramente que o surgimento do câncer depende da soma de vários fatores. Segundo a Ciência, o câncer não surge de um único fator isolado. Por isso, bastante cuidado com as interpretações.

Tanto em termos estéticos, quanto de saúde, principalmente,  aconselha-se reduzir ao máximo a ingestão de açúcares. Prefira as frutas e legumes. Mas, lembre-se: quem possui alguma doença como o Diabetes, por exemplo, deve ter o máximo cuidado ao consumir qualquer tipo de açúcar. Até o açúcar presente nas frutas (frutose), em excesso, pode ser prejudicial. Em caso de dúvidas, oriente-se com um nutricionista ou converse com seu médico.

Colaboração de Zilma Silva*

*Graduada pela USP – Universidade de São Paulo e pós graduanda em Saúde da Mulher

 


Faça sua Avaliação

Redes Sociais

Faça seu Comentário