Siga e compartilhe

Entenda porque a Dieta 0 Carbo funciona



Em muito comum surgirem mitos e verdades sobre as Dietas, principalmente aquelas consideradas top pela maioria dos adeptos. E, com a Dieta 0 Carbo não poderia ser diferente, já que o sucesso dessa dieta está diretamente relacionado ao fato de que cada grama de carboidratos possui cerca de 4 calorias, segundo afirmam os pesquisadores e especialistas em Nutrição e SaúdeAssim, se você precisa perder peso rápido, uma das melhores opções da atualidade seria zerar os carboidratos de sua dieta durante quinze dias seguidos, pois esse é o tempo ideal para que os resultados sejam mais expressivos com a adequação de seus hábitos alimentares à Dieta 0 Carbo.

Não é uma tarefa difícil, mas é preciso bastante determinação e força de vontade para superar esse desafio, pois o que realmente causa o emagrecimento é exatamente a diferença entre o total de calorias que você gasta e o que você consome. Ou seja, o organismo humano utiliza carboidratos (açúcares) como fonte de energia para executar suas funções do cotidiano. E, se você não se alimenta com carboidratos, seu organismo será forçado a utilizar as reservas de açúcares e de gorduras já existentes nas células. Com isso, ocorrerá a queima natural de calorias que resultará na perda de peso.

E, para ajudar a conseguir alcançar seu objetivo com sucesso, segue abaixo algumas sugestões de alimentos que são permitidos e que são proibidos durante a Dieta 0 Carbo.

Confira 12 dicas que podem ser úteis durante a Dieta 0 Carbo:

Primeiramente, faz-se necessário saber quais os tipos de alimentos contém carboidratos e não podem ser ingeridos durante a dieta:

1. Frutas – contém frutose (é assim que é chamado o açúcar das frutas)

2. Leite – contém Lactose (o açúcar do leite). Por isso, na Dieta 0 Carbo não se deve ingerir leite. Mas, pode-se usar o creme de leite Zero açúcar em quantidade moderada para não ingerir gordura em excesso.

3.Tubérculos ou leguminosas: são aquelas plantas que crescem embaixo da terra: batata, inhame, beterraba, cenoura, mandioca, etç. Todos esses vegetais são ricos num tipo de carboidrato chamado Amido, que é o açúcar das plantas.

4. Outros alimentos que contenham trigo, farinhas, mel, arroz e grãos integrais também devem ser evitados. Grãos e castanhas contém açúcar.

5. Vale lembrar que arroz ou trigo integral, açúcar orgânico, demerara ou mascavo, todos eles contém carboidratos e, sendo assim, devem ser excluídos da dieta.

6. Evite sal em excesso. Acrescente ao seu cardápio bastante vegetais folhosos, Além de excelente fonte de vitaminas, os vegetais verdes contém fibras que auxiliam na formação do bolo fecal facilitando a ação intestinal e a redução das toxinas do organismo. A dieta funciona melhor num organismo hidratado e com menos toxinas.

7. Use bastante chá ou guaraná natural. Café e guaraná ajudam a combater a fraqueza e estimulam a produção de hormônios e reduzem o apetite.

8. Evite chocolate. Mesmo os tipos Zero açúcar possuem muita gordura e podem atrapalhar a sua dieta devido a ingestão de grande quantidade de calorias.

9. Beba bastante água. Ajuda a desintoxicar os rins e deixa a pele mais saudável e com aparência jovial e bonita.

10. Dê preferência aos alimentos vegetais crus, frescos e saudáveis, Evite carne vermelha em excesso, já que a carne contém grande quantidade de gordura, que, na maioria dos cortes, são invisíveis entre suas fibras.

11. Consuma carnes brancas e peixes grelhados; porém, evite usar óleos ou molhos calóricos.

12. Desenvolva uma rotina de hábitos saudáveis como dormir e levantar no mesmo horário, exercícios físicos, meditação ou técnicas de relaxamento que possam minimizar o estresse diário.

Atenção: Nossos artigos e dietas são sugestões para pessoas em bom estado de saúde. Antes de começar qualquer dieta ou tratamento para redução de medidas, consulte seu médico, nutricionista ou profissional de saúde de sua confiança.


Faça sua Avaliação

Redes Sociais

Faça seu Comentário