Siga e compartilhe

Emagreça com saúde evitando o “Efeito Sanfona”.



 

efeito sanfona_Dsaude

http://www.dietaesaude.net/wp-content/uploads/2013/06/efeito-sanfona_Dsaude.jpg”

 

 

 

 

 

Dietas milagrosas não funcionam. Quem emagrece rápido demais corre o risco de ganhar peso mais rápido ainda. Isto ocorre porque nosso corpo, quando entra em uma alta restrição alimentar, não entende o que está acontecendo: o organismo pode “interpretar” a situação como deficiência energética e, por isso, ele vai tentar se preparar para uma futura deficiência energética ou restrição alimentar armazenando o máximo de calorias que puder das próximas refeições. Nutrientes como gordura e açúcar, dificilmente serão eliminados.

Quando a pessoa emagrece rápido demais, as células adiposas (de gorduras) não somem; elas apenas murcham e, na primeira oportunidade, absorverão calorias e “incharão” novamente. Essa condição de “emagrece e engorda tudo de novo” é conhecida como o famoso “efeito sanfona”. Além de prejudicial à saúde, em termos de estéticos pode dificultar cada vez mais o emagrecimento e ainda causar flacidez e enfraquecimento da musculatura lisa que reveste os órgãos internos.

A maior parte das pessoas que se submetem à dietas milagrosas sofre com o efeito sanfona. E, depois que ele acontece uma vez, a tendência é a adaptação orgânica dificultar o emagrecimento. Isso acontece porque o metabolismo acelera e desacelera num espaço muito curto de tempo, o que causa a retenção de líquidos. Por conseguinte, resulta em problemas do aparelho circulatório, aumento de pressão arterial e até insuficiência renal grave por forçar os rins a trabalharem com pouca energia, nutrientes e água, diante de restrição calórica muito grande.

Só para exemplificar, uma pessoa de 1, 70m de altura e com 80 kg (situação de  sobrepeso) precisa de 2200 calorias diárias, em média. No início de uma dieta de emagrecimento, ela deve diminuir, no máximo 30% das calorias ingeridas. Mais que isto, o organismo dela pode “estranhar” a situação. Pode ainda não suportá-la e entrar em estresse metabólico e, com isso, vai armazenar bem mais calorias das próximas refeições. Ou seja, ele vai tentar reservar nutrientes para não “sofrer”.

A situação de estresse metabólico e o “efeito sanfona” resultante desse processo é um dos fatores que explicam porque dietas rápidas ou milagrosas dificilmente funcionam.


Faça sua Avaliação

Redes Sociais

Faça seu Comentário