Siga e compartilhe

É possível reverter a flacidez da pele sem cirurgia plástica?

flacidez-pele

flacidez-pele

 

Quando se planeja um programa objetivando a redução de  medidas, alguns fatores precisam ser considerados. Principalmente, a forma de manter o resultado obtido por mais tempo para garantir a sensação de sucesso.

Emagrecer sem planejamento e sem pensar nas consequências do emagrecimento pode ser tão prejudicial à saúde quanto o sobrepeso. Por isso, é necessário um programa adequado, personalizado e acompanhado por um profissional. Como nem sempre isso é possível, algumas dicas podem ajudar a minimizar um dos principais problemas causados pelo emagrecimento: a flacidez da pele.

Quando a pessoa emagrece, evidentemente, o organismo sofre muitas alterações internas também. Uma delas é a  diminuição na pressão do sangue, principalmente nos vasos que nutrem a pele, cuja elasticidade é garantida por proteínas especiais chamadas colágeno e elastina.

Se a perda de peso for maior que dez por cento do peso anterior a dieta, há mais possibilidade de ocorrer a flacidez. É claro que isto varia de indivíduo para indivíduo, já que cada organismo tem ritmo próprio e um comportamento  específico diante de situações semelhantes. Para corrigir a flacidez, o mais indicado e o que traz resultado imediato é a cirurgia plástica. Além da plástica reparadora, alguns alimentos podem ajudar a diminuir a flacidez, desde que usados antes, durante e depois da dieta. Mas, essa reversão só é possível em alguns casos e dependendo do volume de peso perdido e do nível de flacidez da pele.  Em cirurgias para redução de estômago, por exemplo, o ideal é a cirurgia plástica reparadora.

Os alimentos ajudam a combater a fragilidade da pele, mas esteja ciente de que utilizar esses nutrientes quando a flacidez já se instalou não vai resolver o problema. Outra dica é consumir os nutrientes e realizar atividade física para fortalecer a musculatura, melhorar a função cardiovascular e “moldar” a pele, cujas camadas de gordura estão ficando mais finas.

Os principais nutrientes que auxiliam nessa função são: o licopeno, o betacaroteno, ômega 3, proteínas (ágar-ágar, colágeno e elastina), flavonóides, probióticos e vitamina E.

Nos próximos artigos detalharemos as propriedades de cada um desses nutrientes e em quais alimentos estão presentes em maior quantidade.

Faça sua Avaliação

1 Star2 Stars3 Stars4 Stars5 Stars (No Ratings Yet)
Redes Sociais

Faça seu Comentário