Siga e compartilhe

Dieta Psicológica – Já Ouviu Falar?

dieta psi

dieta psi

A base da dieta psicológica parte da ideia que a transformação deve ocorrer de dentro pra fora. E é pela razão de não trabalhar o psicológico que entramos e saímos de várias dietas, marcamos prazos que não cumprimos e consequentemente não perdemos peso.

Normalmente os tratamentos acontecem voltados para a medicina, nutrição e exercícios físicos. Sempre existe muita ansiedade nesses casos, mas que raramente as pessoas associam aos tratamentos de emagrecimento – Segundo a Psicóloga Laura Cavalcanti que trabalha com a dieta psicológica.

A dieta Psicológica lida com as emoções e sensações que não foram decodificadas para que isso não gere um fuga sob forma de distúrbio alimentar entre outros.   Ao começar a entender os sentimentos e a buscar um equilíbrio próprio é que torna-se possível perder os quilos sonhados.

 O primeiro foco do tratamento é cuidar dessas emoções, identificar e “levá-las para o seu devido lugar”. Temos que dar nome aos sentimentos: raiva, saudade, amor, ódio… esta fase é importante principalmente para quem costuma descontar as frustrações na comida.  Bom, basicamente a dieta não é exatamente explícita em didática.É uma espécie de psicoterapia e portanto precisa de um profissional (mas toda dieta deveria conta com um profissional auxiliando…).

Os resultados aparecem. A dieta psicológica aliada a uma reeducação alimentar costuma apresentar grandes perdas de peso. Grandes mesmo. Em torno de 20 a 30 quilos. Talvez porque trabalhe cuidando de um todo. O programa de emagrecimento é imaginado para seguir por pelos cinco meses. Um pouco mais longo e mais trabalhoso que outras dietas, porém mais duradouro.

 

Faça sua Avaliação

1 Star2 Stars3 Stars4 Stars5 Stars (No Ratings Yet)
Redes Sociais

Faça seu Comentário