Siga e compartilhe

Alerta: “pular” refeições não emagrece e ainda faz engordar mais.

pular.refeições_Dsaude
pular.refeições_Dsaude
Segundo especialistas em Nutrição e Saúde, pular refeições como almoço ou jantar, principalmente, não reduz calorias. Ao contrário, pode fazer engordar mais ainda. Mas, qual será a explicação mais plausível para isto? É simples de entender: quando o organismo fica muitas horas sem alimento, há uma queda nos níveis de glicose (açúcar do sangue) e ocorrem algumas reações. Lembre-se que o corpo depende da energia, principalmente da glicose, para realizar suas funções.
Sem alimento, o cérebro entra em alerta e fica aguardando a próxima refeição. Tanto que, um dos primeiros sinais de fome é a dor de cabeça ou tontura. Quando  essa primeira refeição é feita, o cérebro envia uma mensagem para o organismo não deixar escapar nenhuma substância ou nutriente daquele alimento que está sendo ingerido. Porém, as primeiras células a serem reservadas são exatamente as de gordura e de açúcar! Isso acontece porque o organismo “entende” que precisa reservar energia em forma de calorias, já que está no risco de ficar sem glicose para as suas funções, caso ocorra outro  longo intervalo sem alimento. Por isso, pular refeição ou ficar “beliscando” entre elas acaba prejudicando a saúde e ainda faz aumentar o ganho de calorias.
Não se deve suprimir nenhuma refeição, principalmente o café da manhã: a primeira refeição do dia  regula o funcionamento do organismo e o prepara para enfrentar os desafios do dia.  Para quem faz dietas, sair sem tomar café pode criar o hábito de “beliscar” doces ou bolachas ao sentir fome. Isto faz  a pessoa ingerir bem mais calorias que no café da manhã tradicional e resulta no ganho de peso. O mesmo acontece se a pessoa ficar sem almoçar,  sem jantar ou sem lanchar a noite.
A orientação é optar por uma alimentação saudável, três vezes ao dia (café da manhã, almoço e jantar/lanche); mas, de forma balanceada e com poucas calorias. Para emagrecer é preciso gastar mais calorias que consumir. Esse “saldo” negativo é que se torna o diferencial nas dietas de redução de medidas. As atividades físicas regulares são importantíssimas  para ajudar nesse gasto calórico e acelerar o metabolismo. Exercícios físicos melhoram a atividade cardiorrespiratória, aumentam o gasto calórico, ativam a função intestinal e o somatório final é  a perda de peso.

Faça sua Avaliação

1 Star2 Stars3 Stars4 Stars5 Stars (1 votes, average: 4,00 out of 5)
Redes Sociais

Faça seu Comentário