Siga e compartilhe

Alerta: excesso de vitamina C causa disfunção renal.



frutas.por.fora_Dsaude

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Tudo em excesso pode ser perigoso. E, em termos de saúde também é assim. As doses elevadas de vitamina C (de 500 a 10.000 miligramas) são indicadas para evitar doenças que acometem a defesa do organismo, como o resfriado comum, por exemplo. Para crianças em desenvolvimento, a vitamina C é essencial para fortalecer ossos e dentes. Em idosos previne doenças das articulações e deformidade ósseas.

Mas, doenças mais graves como a Esquizofrenia, a Hipercolesterolemia (colesterol alto) e a Aterosclerose não são tratadas com vitamina C, como tem sido afirmado pela mídia ultimamente. Ou seja, essas recomendações têm pouca ou nenhuma base científica. Às vezes, por questões que vão além do interesse da saúde pública, essas informações são divulgadas apenas com finalidade capitalista, já que a ampla concorrência entre laboratórios de indústria farmacêutica está cada vez mais acirrada.

Portanto, cuidado com doses exageradas de vitamina C, pois causam causam diarréia, litíase renal (cólicas e formação de pedra nos rins ) e alterações do ciclo menstrual. São recomendadas, no máximo, 10.000 miligramas de vitamina c por dia. Antes, pensava-se que a vitamina C em excesso seria eliminada pelo organismo e pronto. Porém, ao elimina-la, os rins são forçados a trabalhos excessivos e acabam retendo elementos que comprometem o seu funcionamento.

Frutas ácidas como a laranja, limão, kiwi e acerola são ricas fontes dessa vitamina. Vegetais verdes também a possui. A goiaba contém até 20 vezes mais vitamina C que a laranja.


Faça sua Avaliação

Redes Sociais

Faça seu Comentário